Para os pequenos viajantes

Viajar com crianças não é fácil. Mas também não precisa ser impossível. Acho que o primeiro passo para uma experiência agradável para todos é respeitar os pequenos como companheiros de aventuras e procurar atracões que os agradem, estimulem e façam com que gostem de cada viagem como você. Afinal, se eles têm que apreciar uma obra de arte num museu, se precisam se comportar enquanto você desbrava uma lojinha, nada mais justo que você tenha que passar umas horinhas dando tchauzinho para os pinguins ou brincando na piscina de bolas.

Aqui ficam algumas dicas para entreter os pequenos em algumas cidades da Europa.

Amsterdam:

Kinderkookkafe: um café inteiramente dedicado às crianças, onde elas mesmas terminam de preparar os pratos (podem abrir a massa da pizza e colocar os recheios ou decorar cupcakes, por exemplo). Não se engane, não é programa de adulto com coisas para distrair as crianças. As mesas são baixas, os brinquedos ficam espalhados pelo chão e a música é infantil. Na verdade, o clima é de casa caótica de pais de uns 5 filhos. Ou seja, as crianças realmente ficam à vontade. Fica numa entrada lateral (e mais distante do centro) do gostoso Vondelpark, um outro excelente destino para os pequenos, com muito espaço para eles correrem e brincarem.

Preparar uma pizza...

...é fácil...

...no Kinderkookkafe.

Tun Fun: Se a chuva em Amsterdam pode frustrar até os mais grandinhos, imagina os pequenos. Mas este parque subterrâneo pode salvar o dia. Com áreas dedicadas a crianças de 1 a 12 anos, a diversão é garantida em escorregas, piscinas de bolas, pistas de boliche e divertidos carrinhos que se parecem aos que, na minha época, chamávamos de carrinhos de roliman.

No Tun Fun...

...a chuva não estraga a brincadeira.

Nemo: Eu adoro o slogan desse museu – proibido não tocar. Um museu de ciências dedicado às crianças, que estimula a interação, dentro de um impressionante edifício, inspirado em um navio de carga. Perto do Natal, Papai Noel costuma aterrizar no terraço.

Lisboa

Oceanário: programão com P maiúsculo para crianças que curtem bichinhos. O aquário principal é hipnotizante e a área dos pinguins uma gracinha. Aos sábados de manhã, acontecem concertos para bebês de até 3 anos. Fica na moderna região conhecida como Expo, que além do Oceanário, tem o Pavilhão do Conhecimento, um museu de ciências que costuma agradar os pequenos um pouco maiores. Em dias de sol, toda a Expo pode fazer a festa das crianças, com muito espaço para correr e fontes divertidas.

Zoo de Lisboa – O zoo de Lisboa ainda não é tão legal quanto ele quer ser, mas é muito melhor do que muito zoológico por aí. Entre as atrações, a preferida é o show dos golfinhos. Entre as curiosidades, um cemitário de cães e outros animais de estimação.

– Praias – Se o seu filho gosta de mar e areia e estivermos no verão, os arredores de Lisboa oferecem algumas ótimas possibilidades. As mais próximas são as chamadas Praias da Linha, que você pode chegar no Comboio (trem) que liga Lisboa a Cascais. Muitos lisboetas torcem o nariz para estas praias, mas pelo menos um passeio pelo Paredão (como eles chamam o calçadão que começa em Estoril) vale a pena. De carro, você pode chegar a praias mais bonitas e interessantes. Para as crianças, não consigo pensar numa mais divertida do que Tróia. É preciso pegar uma balsa para chegar lá e, no caminho, muitas vezes, somos presenteados pela companhia dos golfinhos. Já deu até para ver o sorriso no rosto do seu filho, né?

Madrid

Retiro: O parque mais famoso da cidade é um destes passeios que agrada greguinhos e troianinhos. No El Estanque, é possível alugar um barco a remo para dar uma volta. Em todo o parque você vai encontrar parquinhos tradicionais (balanço, escorrega…), sem falar nos teatrinhos de marionete, nos patinhos e cisnes que povoam os muitos laguinhos do parque, no romântico Palácio de Cristal. Prefira os fins de semana, quando as crianças locais não perdem a oportunidade de ir brincar ao ar livre.

Baby Deli: “Bom para os seus filhos, bom para o mundo”. É assim que se vende essa delicatessen no coração de Salamanca, o bairro mais chique da cidade. E esta é a proposta: produtos ecologicamente corretos estão a venda, desde brinquedinhos de madeira a fraldas biodegradáveis e alimentos orgânicos. Alguns detalhes, como os carrinhos de compras do tamanho certo para as crianças, dão mais charme para o lugar.  Os adultos podem tomar um gostoso café, acompanhado de bolinhos deliciosos, enquanto as crianças brincam. Um pequeno terraço tem uma oca indígena. O espaço também oferece cursos e outras atividades para crianças. Detalhe: Carolina Herrera é uma das proprietárias.

Faunia – Lá vamos nós ver bichinhos de novo. Fazer o que? As crianças adoram! E este parque temático de animais oferece muitas oportunidades de integração. Não espere ver leões, elefantes ou girafas. Aqui seus filhos vão dar comida para as cabras na fazendinha, ver araras voando livres e macaquinhos pulando de galho em galho em meio a uma tempestade, numa floresta tropical, tirar foto beijando uma simpática foca, ver um pintinho saindo do ovo ou um bebê canguru colocando o rostinho para fora da bolsa da mamãe. Ah, para fãs do Rei Leão, aqui a criançada vai poder conhecer pessoalmente uma suricata (o Timão, companheiro inseparável do Pumba).

Dizer olá para o canguru...

...alimentar a cabra...

... e ver de perto a bicharada no Faunia.

Paris:

Le Jardim d’Acclimatation – Não faltam lindos parques em Paris para as crianças correrem e brincarem ou para um delicioso piquenique depois de umas comprinhas numa boulangerie. Mas este, em especial, dentro do Bois de Bologne, oferece muito mais que área verde e espaço: brinquedos, animais de verdade, trenzinho, shows de rua… não faltam opções para distrair a pequenada. Tudo mantendo o charme de 1860, quando foi construído.

Um passeio de canoa indígena.

Disney World Paris: Dispensa comentários, né? Essa filial do parque infantil mais famoso do mundo fica a menos de 1 hora de transporte público do centro de Paris e garante o sorriso no rosto da garotada pelo resto da viagem.

Essas são apenas algumas sugestões. Com um pouco de pesquisa, dá para descolar muitos lugares divertidos para nossos filhotes aproveitarem as férias e se transformarem em agradáveis companheiros de viagem. Se você parar para pensar, crianças são fáceis de agradar. Um sorvete, um novo brinquedo, um espaço para eles gastarem as energias podem mudar o humor dos pequenos e o clima de toda uma viagem.

13 comentários

Filed under Amsterdam, Lisboa, Madrid, Paris, Viajar com filhos

13 responses to “Para os pequenos viajantes

  1. Olá!
    Vc caiu do céu!
    hoje o papo brabo no almoço em casa foi se levamos ou não Isaac pra Alemanha no ano que vem, em abril.
    O pequeno vai estar com 2 anos e 8 meses.
    Alguma dica?
    Ah! sou uma mama blogueira novinha em folha…🙂
    bjocas

    • asvoltasqueeudoupelomundo

      Querida, acho que a grande dica é saber que a viagem não será a mesma com o filhote, assim como a sua vida não é a mesma. A viagem fica mais lenta e você não consegue fazer tudo o que quer. Aceitar isso é o primeiro passo para uma viagem gostosa. A segunda é viajar na meia estação ou no verão, nunca no inverno. A terceira é ficar um pouquinho mais de tempo do que imaginava e a quarta é considerar alugar um apê ao invés de ficar em hotel. Dá pra preparar comidinhas, se espalhar mais, etc. Dica específica eu não tenho, porque quando fui a Alemanha ainda não era mãe. ; )
      Beijos.

  2. Obrigada.
    vou continuar viajando…😉
    bjo

  3. Ola Aline, tudo bem contigo ! Encontrei o seu link la no Viaje na Viagem e achei bacana os seus textos, pois tem a premissa de passar mais do que meras impressões de uma viagem e esse tipo de texto eu acho mais valoroso, pois já aprendi que esse toque pessoal que faz a diferença na hora de encontrar um lugar legal para viajar !

  4. Querida, sou mamãe de agosto da comu do orkut e ameeeeeeeeeeeeei seu blog.
    Está de Parabéns!
    Vou seguir.
    Bjs.

  5. Ai, ameeei esse post! Posso linkar ele lá no blog?
    bj

  6. Oi Aline,
    O seu post caiu que nem uma luva para os nossos assuntos! Ja linkei vcs ha muito tempo la no nosso blog!
    Bjs,

  7. Gena Portella

    Aline Amei seu blog , sou paricipo da comunidade mamae de Agosto . Bjossssssssssss

  8. Oi! Conheci seu blog hj e amei as dicas, trabalhei em madrid, mas nao tinha filhos na epoca e outro dia me pergunatram o que fazer lah com criancas e nao sabia responder alem do retiro e casa de campo. Amei as dicas, apesar de ja conhecer esses lugares sozinhas, agora quando voltar ja saberei oq ue fazer com a C. Moro em lndres e a cada dia descubro novidades para fazr com a minha filha q antes nem sabia q existiam. Bjs

  9. Aline:

    Valeu pelas super dicas!!!

    No finzinho do ano passado, eu e o Fer (husband) prometemos pras crianças (Guigo 5 e Nina 3) que os levaríamos, finalmente, para conhecer a “cidade da mamãe” (Paris), nas minhas primeiras férias desse emprego fixo. Finalmente tínhamos dinheiro! Finalmente tínhamos férias!

    Mas… veio a vida e mudou nossos planos… (para saber mais, leia http://www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com. Sorry… estou meio chorosinha, hoje…)
    MAS NÃO MUDOU TUDO! Ainda vamos! Em 3, mas vamos!
    E que delícia foi encontrar essa dicas por aqui!
    Porque também vamos passar pela Espanha (minha irmã se casou e mudou. Sabe como é, né?).

    Seja bem vinda à São Paulo (cidade natal do Guigo)!
    Que ela te acolha muito bem!

    Bjos e bençãos.

    Mirys

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s