San Sebastian – praia, charme e ótima comida

Ainda estamos na estrada e o cenário começa a mudar. Basta entrar no País Basco para as montanhas verdes substituírem os tons de marrom da paisagem. O idioma complicado vai tomando conta das placas e o calor não é mais tão seco, do tipo que faz a pele fritar. Alguns quilómetros mais tarde, aparece pela primeira vez o mar. Para quem não vê o oceano há meses, avistar o horizonte azul lá atrás das montanhas foi como cruzar definitivamente a fronteira para um lugar chamado férias.

O complicado idioma basco, na estrada.

O complicado idioma basco, na estrada.

Tamanha era a ansiedade para colocar os pés na areia, que deixamos o check-in para depois e fomos direto para a praia. La Zurriola, a praia dos surfistas de San Sebastian, cruzou primeiro o nosso caminho e foi ali mesmo que estacionamos. Apresentamos a praia para a nossa filha. Barraca, baldinhos e pequenos passinhos na areia.

Café no calçadão da Praia de Zurriola

Café no calçadão da Praia de Zurriola

A primeira vez da nossa bebê na areia só não foi mais gostosa do que a primeira vez da nossa bebê no mar. Essa estréia ficaria para o dia seguinte, nas águas calminhas (e bem mais quentinhas) da Praia da Concha.

Com a maré baixa e para o outro lado do único estacionamento público da praia, não precisamos nem brigar por um bom lote de areia na principal praia da cidade, considerada a praia urbana mais bonita da Espanha.

Praia da Concha

Praia da Concha

Bonitos edifícios da orla

Bonitos edifícios da orla

O calçadão

O calçadão

Levo a minha filha para mais um mergulho e olhando para os dois morros verdinhos que guardam o mar, os bonitos edifícios da orla e o charmoso calçadão, sou obrigada a concordar.

Brincando pela primeira vez no mar.

Brincando pela primeira vez no mar.

Dica: A biblioteca atrás da catedral oferece wi-fi gratuito. Dá para acessar a internet num edifício moderno com um nostálgico perfume de livros antigos, na companhia de jovens estudantes e senhores de idade que aproveitam o fresquinho do ar-condicionado para ler os jornais do dia.

A catedral, no fim das ruazinha de comércio.

A catedral, no fim da ruazinha de comércio.

Onde ficamos:

Nossa pousadinha.

Nossa pousadinha.

Belazarte é uma pousadinha de turismo rural há 20 minutos de San Sebastian. Para chegar lá, passa-se por duas horrorosas indústrias e uma estradinha gostosa, beirando um rio e muito verde. As enormes hortênsias logo na entrada, a vista da montanha da janela do quarto, a piscina no jardim e o café da manhã simples e gostoso, com torradas quentinhas feitas com boa manteiga todos os dias de manhã são os pontos altos. O tapete cinza do quarto, a cortina do chuveiro e as torneiras cor de laranja que estavam super na moda nos anos 70 poderiam ser trocados. Mas aí, provavelmente, a diária seria bem mais dos que os €61 cobrados.

A vista do quarto

A vista do quarto

Onde comemos:

Para quem não sabe, pintxos são pestiscos muito tradicionais do País Basco, normalmente servidos espetados por um palitinho (pinchar quer dizer espetar) e variam de clásscas fatias de pão com um bom pedaço de jamon a mini-pratinhos  super elaborados.

Uma tradicional barra de pintxos

Uma tradicional barra de pintxos.

Um copo de sidra para acompanhar o pratinho de pintxos

Um copo de sidra para acompanhar o pratinho de pintxos, que você escolhe, pega e mostra para que anotem o que você consumiu.

Percorremos as ruas da Parte Vieja, contentes com a agradável surpresa de que os bares de pintxos eram na maioria compatíveis com o carrinho de bebê, sem muita fumaça de cigarro (não sei se pelos locais serem bem mais arejados ou se por abrigarem muito menos fumantes do que os terríveis bares de Madrid).

Entre os meu preferidos estiveram o maior bolinho de bacalhau que eu já comi (um cubo e não uma esfera como estamos acostumados) do Nagusia Lau, o pimento de piquillo recheado e empanado do Bernardo Etxea, o bacalhau com couve-flor e migas de curry e o risotinho de ameijôas do badalado A Fuego Negro e os incríveis Carrillera de ternera e Costillas de cerdo ibérico do La Cuchara de San Telmo, que derretiam na boca.

O descolado a Fuego Negro...

O descolado A Fuego Negro...

... e seus pintxos modernos...

... e seus pintxos modernos.

Um divertido mural do La Cuchara de San Telmo

Um divertido mural do La Cuchara de San Telmo

Quando deu vontade de sentar e comer um tradicional prato de comida, escolhemos uma mesinha com vista para o Porto no La Rampa. Salada, ameijôas e um delicioso bacalhau na brasa. Recomendo.

Nota: Se estiver indo a San Sebastian e estiver podendo, não deixe de experimentar um dos estrelados restaurantes da região (Arzak, Martin Berasategui…). Dizem que esta é a maior concentração de chefs “wow” por metro quadrado.

2 comentários

Filed under Espanha, Viajar com filhos

2 responses to “San Sebastian – praia, charme e ótima comida

  1. Pingback: As voltas que eu dou pelo mundo

  2. Pingback: Ondres e Biarritz – à la plage. « As voltas que eu dou pelo mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s