Como ter um coração saudável na terra do jamón

Jamón. Croquetas  de jamón. Huevos rotos com jamón. Tortillas. Patatas bravas. Não é fácil controlar o colesterol numa terra onde a perna de porco defumada, os ovos e as frituras em geral estão entre os pratos mais comuns. Mas como com saúde não se brinca, eu tive que descobrir algumas exceções que costumam fazer parte do cardápio nos restaurantes padrão daqui.

1. Parrillada de verduras: uma entrada de legumes grelhados. Normalmente abobrinha, beringela, pimentão, cebola e, dependendo da estação – e do restaurante – aspargos verdes, alcachofras…

2. Ensalada de tomate e bonito: é uma salada simples, de tomate e atum, temperada com azeite, mas costuma ser bem gostosa. Parece brincadeira, mas eles adoram colocar alguma coisa que você não pode comer em praticamente todas as saladas. Pode ser queijo de cabra, bacon ou… jamón!

3. Gazpacho: essa tradicional sopa leve e fria de pepino bate ponto em praticamente todo restaurante no verão. Uma ótima opção para todos aqueles que, diferente de mim, não tenham total e completa aversão ao pepino.

That’s about it!

E para não viver só de abobrinha, atum e pepino (eca!), recomendo aos meus companheiros de colesterol alto que tentem encontrar restaurantes vegetarianos.

Seguindo a indicação do Guia da Wallpaper de Madrid, descobri por estes dias o Sopa. É um restaurante pequenininho, com uma mercearia de produtos naturais e uma oferta diária de sopas, saladas e doces bem gostosos. Tudo atrás de uma lojinha de acessórios, que também vende bicicletas dobráveis (?!).

Fica há 15 minutos a pé da minha casa, perto do Parque de Berlim, zona residencial de Madrid. Mas confesso que se fosse um turista esperando um lugar de design nível “wallpaper” que valesse a pena o desvio total da minha rota de turismo, ficaria decepcionada.

Outro vegetariano que merece a visita, numa das praças mais gostosas de Madrid, a Plaza de La Paja, é o Viva La Vida. Eu já adorava este buffet a quilo antes de descobrir que meu colesterol estava bombando mais que as festas de Ibiza no verão. A maior parte dos pratos, entretanto, apesar de não ter carne, não é necessariamente saudável.  Mas evitando os bolinhos, falafels e outras frituras dá para fazer uma gostosa refeição.

Alguém aí quer um alface? Aliás, o correto é um alface ou uma alface?

2 comentários

Filed under Madrid

2 responses to “Como ter um coração saudável na terra do jamón

  1. Adriana

    Aline, vi que está com o colesterol alto e que não curte aveia. Como sua taxa de açúcar não está alta, vc pode colocar um pouquinho de leite condensado e/ou banana na aveia. Vai ficar milhões de vezes mais gostosa. E tb pode fazer vitaminas com aveia. Saudades, beijinhos

    • asvoltasqueeudoupelomundo

      Acho que leite condensado não pode com colesterol alto, não! Vou tentar as frutas. Saudades, também!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s