Tag Archives: Lisboa

PhotoEspaña 2009

Começou dia 3/6 a edição 2009 do PhotoEspaña. Com o tema Cotidiano, são mais de 70 exposições de fotografia espalhadas por galerias, museus e centros culturais de Madrid, Cuenca e Lisboa.

Eu acabo de voltar da exposição do fotógrafo alemão Gerhard Richter entitulada Fotografias Pintadas, no Edifício da Telefônica, na Gran Via. Como o próprio nome diz, as obras misturam fotografia e pintura. A grande maioria são fotos em pequeno formato, de viagem ou cotidiano. O resultado é interessante, mas não tirou o meu fôlego.

O Festival termina 26/7. Vale a pena conferir.

Deixe o seu comentário

Filed under Espanha, Lisboa, Madrid

Starbucks em Belém, pode?

Adoro o Starbucks. Sou fã de carteirinha e o todo o tempo que vivi em Lisboa, torcia para que abrissem logo uma filial por lá. Não deu tempo. Saí antes de inaugurarem o primeiro Starbucks em terras lusas. Mas agora que inauguraram o segundo Starbucks em terras lusas, confesso que fiquei meio revoltada.

Precisava ser ao lado dos Pastéis de Belém?

O novo Starbucks em Belém

O novo Starbucks em Belém

Fico pensando no turista que acaba optando por comer um Pastel de Natas com um Caramel Machiatto ao invés de entrar naquele lugar cheio de toldo azul!

Avisando os desavisados: Starbucks tem em tudo que é canto, de Nova York a Tóquio. Pastel de Belém só tem um. Quando for a Belém, por favor, entre na pastelaria de toldo azul. Peça o original, polvilhe açúcar e canela e para acompanhar, peça uma meia de leite ou um galão.

O toldo azul

O toldo azul

Aliás, sabe qual a diferença entre os dois? A meia de leite é um café com leite servido na xícara (ou chávena, como se diz por lá). Galão é o café com leite servido no copo. Tem diferença? Para mim tem. O Galão sempre queima minha boca, minha língua e a ponta dos meus dedos. Detesto. ;  )

Deixe o seu comentário

Filed under Lisboa

Lá de cima

Eu já conhecia o café do terraço do Regency Chiado, com um lindo visual da baixa e do Castelo de São Jorge. Outro dia descobri que o Hotel Bairro Alto tem a mesma proposta: um lugarzinho bacana pra tomar alguma coisa enquanto admira o Tejo lá embaixo.

Adoro lugares com uma bela vista.

dsc071821

A vista lá de cima do Hotel Bairro Alto

Deixe o seu comentário

Filed under Lisboa

Sair para comer (com carrinho de bebê) em Lisboa

Alguns dos meus restaurantes preferidos em Lisboa tem diminutivo até no nome.

O Cantinho do Bem Estar (Rua do Norte, 46), por exemplo. O camarão com mostarda de entrada, o arroz de tamboril, todas as sobremesas e a conta (sempre super em conta) são de morrer de saudade. Mas nem vale a pena tentar ir com um carrinho. Aliás não vale a pena tentar ir com muita gente, com jogador profissional de basquete, nem com qualquer coisa que ocupe muito espaço.  O que o Cantinho tem de bom, tem de pequeno.

A grande verdade é que a maioria das tascas não tem muito espaço sobrando e tive que buscar algumas alternativas para estacionar o possante da minha filha.

Uma delas foi o Nood (Largo Rafael Bordalo Pinheiro, nº20), que além de ter espaço para o carrinho tem três coisas que eu adoro: o edamame (feijão de soja preparado com sal que vai muito bem com cerveja), o râmen (espécie de sopa com noodles que cai com uma luva com o tempinho frio e chuvoso e que eu não encontro em lugar nenhum em Madrid) e o fato da cozinha não fechar naquele horário entre o almoço e o jantar.

Outra opção que eu achei bem gostosinha foi o Capricciosa de Carcavelos (Avenida Marginal ). A nova filial da pizzaria carioca em Lisboa tem pizzas gostosas, espaço para o carrinho e um visual incrível. Nada como almoçar quase dentro do mar.

Por último, numa zona totalmente residencial (bem na saída do metrô de Telheiras), tem o Chilli’s. Um restaurante para ir com bebê, criança, família grande, piriquito e papagaio. O clima é meio Hard Rock, a comida é meio Hard Rock, mas tudo é mais gostoso e mais barato. Alguns pratos vem com espiga de milho quentinho, temperado com sal e pimenta do reino (que por sinal, aqui no reino chama só pimenta). As fajitas também estavam ótimas.

Deixe o seu comentário

Filed under Lisboa, Viajar com filhos

Voltar para casa

Ir a um lugar onde você já morou tem um gostinho diferente. É como visitar a casa da mãe. Você deita no sofá, sabe onde ficam os copos quando vai pegar água, cumprimenta o vizinho, toda aquela coisa familiar.

O problema é que também termina por fazer menos coisas do que gostaria. Ainda mais com o tempinho chato que acabou fazendo. Mas mesmo com a chuva e o vento que persistiu quase o tempo todo,  deu para matar as saudades (dos lugares e das pessoas) e descobrir uns cantinhos novos.

Nos próximos posts, eu conto um pouco da minha visitinha a Lisboa pra vocês.

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized